sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Pelo Amor de Deus, Governadora Yeda!

Exma. Sra. Dra. Yeda Rorato Crusius
DD. Governadora do RGS

Senhora Governadora, pelo AMOR DE DEUS e do RIO GRANDE DO SUL, vi a entrevista de Vossa Excelência agora na RBS/TV, se possuia alguma dúvida, agora tenho a certeza, a Senhora está SENDO ENGANADA pelos seus Assessores Diretos. O que a Senhora demonstrou ao ser questionada pelo Repórter Lasier Martins é não conhecer a verdade do DUPLICA/RS em relação às rodovias do nosso Estado. Lhe aprontaram uma verdadeira "cama-de-gato", estou profundamente triste de ver a Senhora, QUE QUER resolver os graves problemas das rodovias do RGS ser vergonhosamente, descaradamente enganada por pessoas de sua inteira confiança. Fui depoente na CPI dos Pólos de Pedágios durante quase seis horas, entregamos material e conversamos com a Comissão Externa da Assembléia Legislativa durante mais de três horas, absolutamente NADA FOI INVESTIGADO OU LEVADO EM CONSIDERAÇÃO em seus relatórios finais e constato agora, que a Senhora foi colocada numa redoma, impedida de ouvir os USUÁRIOS e totalmente ligada às concessionárias, e o pior de tudo, convicta que o INSANO Projeto de Lei DUPLICA/RS em relação às rodovias do nosso Estado é a "única moeda de troca". Informo Vossa Execelência que a prorrogação prevista no mencionado projeto de Lei não é para mais 15 anos, é indefinida, pode ser, na prática, permanente. Estamos e sempre estivemos à sua disposição, à hora e dia que lhe for conveniente para COLABORAR com Vossa Excelência na busca de uma solução para as rodovias do nosso Estado seja mais justa para os usuários, menos traumática para o Estado e que dignifique o seu Governo.
Atenciosamente,
AGENOR BASSO - (54) 9974.4008
Secretário da Associação dos Usuários (10 anos)
ASSURCON/SERRA
Depoente da CPI dos Pólos de Pedágios
RG. 70.30.32.85.91
Rua Maestro Heitor Villa Lobos,
6095.070-160
Caxias do Sul RS

Um comentário:

jaime luis disse...

Senhor Agenor:

Em relação ao malfadado projeto de prorrogação dos pedágios quero registrar o seguinte:
Em virtude de o senhor ter muita exposição pública talvez não possa explicitar neste blog a possibilidade de corrupção dos parlamentares da AL. É notório que na política todos tem seu preço e não é diferente no pampa gaúcho(vide suspeitas no caso Estaleiro Só).
Os valores envolvidos na questão são volumosos e as empreiteiras, como tenho lido, estão rondando os gabinetes da AL.
Que se fique de olhos bem abertos!
Afinal, eu quero deixar de ser explorado por esses sanguessugas, mas eles não querem deixar de explorar-me!